quarta-feira, 26 de maio de 2010

Palavra de Nêgo

Morena, morena
Dou-lhe esse aviso
Porque quem avisa, amigo é

Sou o negro da porteira
Macho cabresto
De rima na boca e samba no pé

Morena, morena
Na calada da noite
Ousaram na mata, te provar

Na floresta sem rimas
Sem estrela brilhante
Que ousara a cena iluminar

E não sabes, morena
Que meu coração só sente
Aquilo que não pode ver

Meu olfato aguçado
O cheiro de um cabra
Que agarrou em você

Que desculpa agora morena
Tu tens a me dar
Sou teu negro, mulata
E tu dizia me amar

Fica só agora, morena
Que vou sair ligeiro
A traição é de quem não aprendeu
A se entregar por inteiro

Da mata eu vim por teu seio
Pra mata agora vou voltar
Buscar no mundo, morena
Outra morena pra me fazer chorar


-----------------------------------------------------------------------


Inspirado na música Regra Três de Vinícius de Moraes e Toquinho.
Pra quem não sabe, Regra três é a regra no futebol que permite a substituição de jogadores no decorrer da partida. Toquinho e Vinícius fazem alusão a esta regra, comparando o abuso do cara em substituir sua companheira pelas suas "reservas" no jogo do amor, no relacionamento.

Ahn.. agora sim!


R.

7 comentários:

Márcio Vandré disse...

O amor permite transformar a nossa selva numa cidade.
Arranha-céus não tem limite, pois buscamos o calor máximo solar.
Entretanto, quando o terreno apronta e resolve se desgastar, o império desmorona.
Úmidas chuvas ácidas que corroem somente o coração.

Um beijo, Ovelha! =*

nataliakochem disse...

amei amei amei, bem ritmado, e uma estrofe em especial, que faz enorme sentido.

Jefferson de Morais disse...

Gostei muito de ler!
"A traição é de quem não aprendeu
A se entregar por inteiro..."

Cada verso inteligente!
Um beijo,
Jefferson.

Daniela Filipini disse...

E quando você sente o que não pode ver, o que sente?

Kaio Rafael disse...

Você escreve bem.

Poema estruturado, com ritmo.
Sentido simples.

Ser traído dói.
Gosto dessa coisa de simplicidade.
Coisa de dizer o que todo mundo pensa sem recursos linguisticos incompreensíveis.
Igual tô fazendo agora.

invejo você.
ficou bom.

Daniela Filipini disse...

Se não fosse uma morena.. Se não tivesse essa cor bonita na pele pra exibir. Mudaria algo?

Rívia Petermann disse...

Eei

Adorei...
Bela coesão...

Sou a favor da entrega.Mas,ao mesmo tempo,covarde pelo dissabor.

Beijos!