domingo, 11 de maio de 2008

Exigências de um lar

Vou me mudar
Desses pilares de mármore...feitos de pó!
Onde há sorrisos fingidos que tentam me acolher
Robôs empestando a casa pra me servir
Tudo aquilo que eu nem preciso ter

Vou me mudar
Pra longe dessas cortinas de negro cetim
Onde o chão comprido e encerado
Mostra meu reflexo cansado
Dos olhos onde todo sonho tem seu fim

Vou me mudar...

Quero um lugar vazio!
Pra que eu possa fazer de meu lar um abrigo

Quero um lugar frio!
Para que possamos aquecer uns aos outros

Quero um lugar escuro!
Para que ao abrirmos os olhos
Iluminemos o caminho do próximo

Quero um lugar de silencio!
Para que possamos ouvi-lo...
E quebrá-lo de uma forma singela

Quero um lugar de tristeza!
Para que cada sorriso sorrido
Seja verdadeiro

Vou me mudar...

E quero um lugar de solidão.
Para que haja verdadeiro amor
E para que cada amor que exista
Seja eterno!

14 comentários:

Márcio Morais disse...

lindo...

Lontra disse...

Eu fico abismado com as suas criações Rice

Alex disse...

Muito bonito e vivo.

Luiz Lianza disse...

Muito bonita a poesia. Uma bela quebra com os conceitos comuns de lar presentes no lirismo. Enfim, gostei.

Maíra disse...

Quando encontrar, chama-me.

meL disse...

lindo rice. não tenho nem o q dizer. simplesmente verdadeiro .

Guga disse...

gostei muito das suas poesias, Rice. você é muito talentosa, parabéns. ;)

Julia Malaguti disse...

Parei de procurar o silencio e a solidão quando os encontrei dentro de mim. guardados.
acho que por isso sinto tanto frio.

Victor disse...

Eu gosto de torta...

Victor disse...

Eu gosto mesmo de torta...

Victor disse...

Tem torta ai hoje...?

Victor disse...

Tomara que tenha, pois estou indo...

Ana C. disse...

Rice a cada segundo consegue se superar,parabéns!Suas criações são realmente de um nível altíssimo.Se eu fosse você,investiria nisso;cabe a você decidir como.

nataliakochem disse...

incrivel...

Quero um lugar de tristeza!
Para que cada sorriso sorrido
Seja verdadeiro

sem palavras...