domingo, 4 de maio de 2008

Expresso dos sonhos

Sou firme e sou constante
Vindo de todos os lados
Pra sempre, sou mutante.

Aderindo a qualquer luz no fim do túnel
Já que sou perguntas sem respostas...

Sou firme e sou constante
Variável como o tempo
Sim, eu sou um amante!

Passageiro definitivo
Do expresso dos sonhos...

Criando raízes a cada lugar que vou,
Dizem que sou marcante
Meu nome, imaginação!
Um boêmio errante...pensante!

Procurando o que ainda nem sei
Estou na metade do infinito
E a cada novo passo
O que procuro torna-se mais conflito
E mais bonito...

Sou firme e sou constante
Variável como o tempo
Ah, eu sou um amante!

Nas horas perdidas e vindas
Tornei-me mutante
Passageiro definitivo
No expresso dos sonhos...

R.

7 comentários:

Lontra disse...

Já te disse várias vezes o quão bem você escreve, tenho muita inveja de você, inveja boa é claro!

Márcio Morais disse...

Conheço esse título...
Ficou ótimo rice!
Precisando de outros títulos, pode roubar de mim... hahahaha

LINDO!

BJÃO!

Roberta disse...

Rice,
você como sempre escrevendo coisas loucas,por isso que eu te adoro,me identifico muito com os seus poemas.
beijão :*

Julia Malaguti disse...

por que não consigo fazer poemas que prestem? u.u

"sou tudo aquilo que se vê mas não se toca."

barbara disse...

muito bonito,bubble girl!!

"Abraça tua loucura antes que seja tarde demais"
caio f.

;*

ivan alves de lima disse...

se eu fosse você, trabalharia esse poema, trocaria o título e faria uma música. não se trata aí nem de expresso (porque lida com o tempo) e nem dos sonhos (porque é você, real). se fosse eu daria o nome de "pensante" e lidaria com o delírio seguro de você ser mulher.
beijo

nataliakochem disse...

essa tem o ritmo bem marcado como uma música... lindo...
adorei ler coisas dessa sua fase.